terça-feira, 19 de abril de 2011

Isis Ribas



Nome: Isis Ribas

Local : São Paulo , SP , Brasil

Ocupação: Trabalho, faço curso de inglês e estou terminando a escola.

Conte-nos sobre você : Bom,meu nome é Isis,tenho 18 anos. Trabalho de manhã,estudo a noite e faço curso de inglês aos sábados. Gosto de rock anos 50,60,70 e 80, mas hoje em dia, escuto um pouco de tudo, sou uma pessoa tímida e amo os animais ( sou cachorreira de plantão). Gosto de viajar, sou viciada em Discovery channel, History channel, Animal planet, Nacional geographic channel e outros canais do tipo. Amo filme de terror, comida japonesa e tatuagem. hehe. Ah, sei lá, acho que isso é o básico. E claro amo meus amigos, a essência da minha vida.

Como conheceu o parkour : Conheci o parkour em 2005, através do meu irmão (Zico, o cara do samparkour). Lembro que comecei a treinar, mas parei por causa da fase " aborrecente " e não levei tanto a sério.
Mas quando assisti o primeiro video de uma menina em 2006, foi ali que o coração acelerou e disse: "É isso,é o que eu realmente quero pra minha vida!". Quase chorei quando vi, e naquele momento minha vida se resumiu a uma palavra " PARKOUR", e até hoje se resumi á isso. A Olivia( Liv) foi e é minha inspiração até hoje.

Ha quanto tempo treina: Treino parkour ha 4 anos .





O que o parkour significa pra você: Parkour pra mim significa ver o mundo de uma forma diferente. Parkour não é apenas saltar por aí só por saltar, sabe, é algo a mais! Parkour é uma filosofia de vida, te ensina a vencer seus medos, te ensina a ser livre de uma maneira que só você pode expressar, ensina a correr atrás dos seus sonhos e superar cada obstáculo que está em seu caminho, te ensina a não desistir daquilo que você tem em mente, sabe. Parkour pra mim se resume a: determinação, sabedoria, força. bruta,persistência,vida,liberdade,tudo o que eu desejo e quero está no meu Parkour,no meu percurso,porque só eu sei o caminho que devo seguir.

Quais foram seus maiores desafios quando você começou a praticar: Bom, como eu fui a criança que mais caiu e se machucou nesse mundo, ficou um pouco mais fácil para eu me arriscar mais no parkour. Tudo no começo foi difícil, claro! Altura, não é facil perder o medo, apenas consegui me adaptar a isso, tem lugares e alturas que ainda travo um pouco. E aprender todas as técnicas de movimentos, demora e tem que se arriscar mesmo pra isso. Mas como sempre digo, parkour não é fácil, a cada tempo que passa o nível só aumenta e é aí onde seu corpo tem de estar mais preparado, ser forte para ser útil.

Que conselho você daria para as meninas que estão querendo entrar no parkour: Eu diria que qualquer um é capaz de treinar, só basta você realmente querer aquilo e fazer de coração. Ter um verdadeiro interesse pelo parkour e pelo seu estilo de vida. Sim, é rolar no chão, ficar suja, se arranhar, quebrar as unhas, sem medo de ser feliz e livre. Porque cada menina tem seu potêncial e seria bem bacana vocês mostrarem que nós mulheres também somos capazes. Sei que a evolução entre homem e mulher é bem diferente, se treinarmos pesados, sei que não vamos atingir o mesmo nível que um homem mas podemos chegar próximas disso. Então meninas, deixem a frescura de lado, vamos treinar pesado, se sujar e realmente viver a vida .


E pra finalizar deixo voces com o video mais recente dela:

3 comentários:

  1. inspiraçao de cada dia ^.^

    ResponderExcluir
  2. É muito bom saber um pouco mais sobre as meninas que treinam. =]

    ResponderExcluir
  3. Isis concerteza é uma das minhas grandes inspirações .

    E todas as meninas que estão começanmdo e treinam ja há algum tempo sme excessões. sz Amo vocês

    ResponderExcluir