quarta-feira, 17 de agosto de 2011

SERÁ QUE ALGUÉM PENSA COMO EU?

Publicado por Rebeca Medeiros em http://elasnoparkour.blogspot.com/2011/08/sera-que-alguem-pensa-como-eu-2.html

Olhando a postagem de Tatiana Maria eu pude identificar totalmente a realidade que eu estava vivendo.
A de ver um grupo se desfazendo e quase ir no mesmo caminho...Ah Maria ( elas no parkour ) você não sabe o quanto me estimulou. Eu tinha tantos planos para este blog e com as companheiras de treino,me aperta o coração só de lembrar que já tivemos 20 meninas e hoje somos apenas 2. Me desculpem aquelas que continuam indo de vez em quando,mas eu estou citando as que estavam desde o começo e permaneceram (Rebeca e Maria). Confesso que quase desisti, se não fosse a força de vontade de Maria dizendo que eu podia mais.Me perdoe instrutor se você ler isso,mas é a pura verdade!... Mas enfraquecer na fé as vezes faz parte do ciclo da vida,o importante é que nos firmemos em seguida . Hoje estou me fortalecendo,o encontro pernambucano tá chegando, e muitas coisas boas ainda virão.Quero continuar nem que só tenham meninos nessa.Estou sofrendo por ter trancado o teatro e não quero sofrer mais uma vez deixando o parkour. Vou treinar em casa ,na rua ,na praça do Arsenal ,no Marco zero ,onde eu sempre progredi...e Maria ,continue evoluindo no parque da jaqueira.



5 comentários:

  1. Sim! No início éramos 12!
    Hoje dos 12 "são" 1 comigo, então, 2. E isso no decorrer de anos foi diminuindo o número de mágoas. Pensamos logo no filtro da vontade! Éramos dois de 12 durante 3 anos.
    Sem perder a fé e sem pensar em desistir, continuamos para fazer por nós mesmo, meninas surgiram aos poucos, e hoje são 4 em um pequeno município. E todas elas tem nosso apoio até nós homens nos vestirmos de meninas para brincar com a situação e fazer disso algo comum para ajudar nossas amigas e namoradas.
    Hoje chegamos a conclusão de que não adianta ver passado pensando no agora como "podia ser". Hoje, quem entra é bem vindo, quem sai, foi um prazer (com sorriso no rosto).

    ResponderExcluir
  2. Verdade, Butuí! A gente tem de pensar assim. Mas, essa mudança em como pensamos do grupo acontece com o tempo. Eu, por exemplo, tô passando dessa fase... tô tentando fazer isso que você disse.

    ResponderExcluir
  3. Vai ficar tudo certo! Logo verá. É claro que é inevitável que uma hora irá lembrar do passado, mas é só chacoalhar a poeira e seguir em frente, pois você é quem tem que continuar a evoluir da sua forma!
    Boa sorte!

    ResponderExcluir
  4. valeu pela postagem mais uma vez, agradeço seu interesse por nós e a preocupação da galera em meio a essas situações.

    ResponderExcluir