quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Volta, vai!

Eu sei que você gosta de parkour, mas se achava esquisita treinando. Todas as vezes que teimou de ir a algum treino, acabou se comparando àquela pessoa que começou a treinar mais ou menos na mesma época que você. Você acabou se sentindo para baixo quando pensou como a outra era forte e rápida.

Eu sei que você foi perdendo o tesão de treinar quando era obrigada a ouvir qualquer comentário babaca de: "como você não consegue fazer isso?". E talvez você seja tímida demais para encarar os picos e o treino sozinha. Mas, seus olhos brilham quando aparece qualquer coisa sobre parkour na Tv, ou nas redes sociais.

Eu sei que a sororidade não é um termo que todas conheçam e/ou pratiquem. E muitos julgamentos pela roupa, corpo, comportamento, ou jeito de treinar doem mais na alma do que qualquer vez que você acertou os peitos ou os joelhos no muro. Dói muito, eu sei! E quem não sabe o que essa ferida, ama engrossar o coro de que é "mimimi".

Mas, por hoje, só por hoje, posso te pedir para pensar com carinho na ideia do retorno? Talvez tenham mais pessoas que nem você querendo apoio, ou exemplo para continuar. Posso contar com você para que você tente mais uma vez? Posso?


Texto em homenagem à Taís de Sampa.

4 comentários:

  1. Me emocionei lendo isso aqui. Achei válido pra muita gente. Isso que vc fala são aspectos mentais que o parkour se propõe a desafiar e superar também. Embora a cena hoje não seja de tanta receptividade como antigamente, a essência ainda se mantém e vale a pena bater de frente consigo mesmo pra conseguir enxergar que somos irmãos e irmãs e o parkour está aí, disposto a oferecer experiências bacanas pra todo mundo! massaa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que você se identificou!
      Esse ponto mesmo que todo mundo deveria lembrar que somos irmãos e irmãs. =)

      Excluir
  2. Amei de coração esse texto, me motivou muito a aprender e a começar praticar parkour, muitos acham que eu não vou conseguir, que não sou capaz e é isso que me fere..mas estou muito disposta e vou provar para todos que eu posso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feiz que tenha curtido. Sabe que há o grupo Pk Fem Brasil no facebook? Se precisar de ajuda e apoio, pode escrever por lá também.

      Excluir