domingo, 18 de agosto de 2013

E quando pensei que conhecia a minha cidade...

Sim! Tive uma grande surpresa!

Nem todo mundo entende o fato de eu dormir cedo sábado para treinar domingo de manhã. E eu sempre tenho a certeza de que metade (na verdade, penso que é por volta de 80%) dos meus amigos não conhece o Rio como eu conheço. Não apenas porque não procuro as paisagens óbvias, mas também por conhecer e ver encantos que, talvez, a outros não sejam tão belos assim. E, mesmo indo a diversos cantos da cidade de São Sebastião, essa cidade ainda me surpreende.

Treinar pelo Centro do Rio é uma das melhores coisas a se fazer num domingo de manhã. Você sente aqueles lugares quase sempre abarrotados de gente tão seus... você se sente dono de tudo. Hoje mesmo eu estava com saudades daqueles treinos direcionados, em que eu tive de fazer de tudo um pouco. Deu saudades dos treinos femininos com a Angélica e a Crisna.

Bem, o foco não é esse! Decidimos ir a outros picos que o JJ se lembrava de um treino que tinha feito no ano passado. E andamos embaixo da chuva (sim que resolveu aparecer) até a Praça Mauá, onde começamos a conhecer o Morro da Conceição. Se aquilo é uma favela, devo dizer que é a favela mais bonita que eu já vi. Ruas estreitas com casas antigas bem conservadas. Pior que a entrada era um tanto abandonada, aí você encontra aquela tranquilidade tão próxima às ruas burburentas do Centro.





Conheci a praça que eu namorava da janela do refeitório do trabalho, além das escadas e grades dos jardins suspensos do Valongo. Algo que me fez ver como é bom se permitir conhecer lugares. Agradeço aos amigos que me permitiram isso! :)




2 comentários: