terça-feira, 21 de junho de 2011

Controle do movimento

Publicado por Rodrigo SD - http://blog.rodrigosd.com.br/?p=1

Meu amigo e minha amiga tracer, se você acha que “fazer” flow é dançar poledance, você está completamente enganado. Movimentos ensaiados em locais mais que manjados não te ajudam este tanto que você pensa.

Vejo muita gente falar sobre este tipo de movimentação e como ela te ajuda a ter controle do corpo. Concordo até certo ponto. Muito bom você ter segurança nos seus movimentos mais perto dos obstáculos. Porém, partindo da idéia de um percurso, creio que essa brincadeira de gira, agarra, desce e sobe, digdin digdin, não te ajuda em muita coisa, não é mesmo? Onde quero chegar com isso? Simples! Sua movimentação! O percurso é real e é agora. O que você faz? Segura no corrimão, passa a perninha, gira a bundinha e sai andando estilosamente com a cueca aparecendo? Espero muito que não. De verdade…

Vamos lá. O que precisamos fazer pra ter uma boa movimentação?
  • Estar familiarizado com vários tipos de obstáculos e o que fazer com eles sem parecer um imbecil.
  • Ter confiança no seu corpo.
  • Ter controle dos seus movimentos mesmo estando em desvantagem(caindo, escorregando, agarrando, etc).
  • Saber lidar com o ambiente e escolher a melhor rota para as suas capacidades.
Primeiro treino: Pegue um percurso bem simples, o mais simples possível, e faça-o cantando uma música. Mas não pode parar de cantar. Em momento algum. Tente fazer seus movimentos no ritmo da música que você canta e nunca pare de cantar. Pode ser qualquer música, de canções de ninar até cantigas de roda. Faça-o até conseguir cantar e realizar seus movimentos sem interrupções.
Explicação: Dentro desse exercício você vai perceber o quanto você raciocina pra fazer movimentos completamente simples, que você aprendeu no seu primeiro dia de treino. O que isso acarreta? Preocupações desnecessárias. Já viram como as pessoas se preparam antes de fazer um movimento? A idéia do flow é simplesmente não ter esse preparo. Esteja onde estiver, como estiver, apenas deixe fluir. Não precisa ajeitar suas mãos pra subir em um muro, suas pernas não precisam estar perfeitamente alinhadas pra fazer um SDC. Não precisamos botar as mãos sempre na frente do corpo quando chegarmos perto de uma mureta ou de uma barra. Ok? Temos que conseguir pensar no nosso percurso e nos nossos movimentos ao mesmo tempo. Então treinem isso com muito cuidado, pois o começo é realmente complicado. Principalmente quando você só lembra da música e esquece seus movimentos. MUAHAHAHAHA

Segundo treino: Estando pró nesse primeiro treino, façamos o seguinte. Escolheremos um percurso um pouco mais complexo. E faça-o repetidas vezes. Arrume cada pequeno movimento desnecessário. Lapide com cuidado tudo o que você faz, pode até fazê-lo bem devagar pra se acostumar. Conte seus passos, ensaie sua atuação. Faça tudo como no script. O percurso está perfeitinho? Ótimo. Agora faça-o de forma rápida e ágil, ao contrário. Transforme o ponto A em B e o B em A. E não me venha botando desculpas na sua cabeça de que vai ser complicado pois você já conhece perfeitamente bem o seu percurso. Tire um tempo pra pensar em como vai fazer cada parte baseado nos ensaios das tentativas anteriores e faça-o de primeira. O mais suave e fluente possível. Se achou que ficou ruim, que pena. Escolha outro percurso e faça a mesma coisa.
Explicação: Como eu falei, um percurso real que você consegue fazer. E não temos segunda chance. Acostume sua cabeça a não temer um percurso. Não há nada nele que você já não tenha visto ou algum movimento que não tenha feito. Esteja seguro de si e faço-o com a segurança e agilidade necessária. Não precisamos de afobação e sim de controle.

Terceiro treino: Este treino é sobre a confiança na sua movimentação em casos de desvantagem. É um treino bem simples. Basta você fazer todos os movimentos que você conhece, errando-os. Fácil né!?
Se for fazer uma precisão, faça-a pra bater na quina e voltar. E não adianta fazer a precisão e se jogar pra trás. Faça na medida que você naturalmente vai cair pra trás. Faça uma precisão pra um muro e volte pra um catleap. Faça um SDC e agarre um pé. Faça um Lazy e prenda a primeira perna no obstáculo. Faça um speedy e erre a mão. Enfim, faça seus movimentos dando um jeito de errar. Mas se salve deles. Brinque de cair. Mostre pra sua mente que acertar não é o único caminho de se manter seguro. Confie em você.

Concluindo, faça muitos percursos. Crie dificuldades. Não deixe a mania dos “lados” te pegar. Seja direita ou esquerda, esteja preparado pra lidar com a situação. Se for fazer, faça com vontade, lembra daquele jeitinho que te ajuda? Esqueça-o. Acostume-se com o pior. Treine para a dificuldade pra poder brincar com a facilidade. Estejam prontos pra tudo!


Grande abraço
do terrível amável SD.

3 comentários:

  1. Eu gosto muito desse texto do SD... Ele sempre me falava isso quando treinávamos juntos.

    ResponderExcluir
  2. tentei fazer o treino e cantar musiquinha, foi bem engraçado, quando eu nao tava so cantando tava fazendo os movimentos no ritmo da musica, meio dançando rsrs

    ResponderExcluir
  3. muito mas muito obrigada mesmo ! eu precisa muitissimo ler um texto-treino desse!

    ResponderExcluir