quarta-feira, 10 de agosto de 2011

4° Encontro Carioca de Parkour

Por Tatiana, Desiré, Sarah, Jay e Bruna

Sim! Um texto a 10 mãos sobre um encontro de parkour. Tentei ao máximo juntar as várias percepções. No último sábado, 6 de agosto, aconteceu o Encontro Carioca de Parkour em Santa Cruz (que é um bairro do Rio, ok?!). O evento contou com mais de 80 participantes (tenho lá minhas dúvidas se não foram uns 100). O percurso foi entre três praças, com um maior tempo dedicado à Marques de Herval.

Ao contrário do que ocorreu no Encontro Brasileiro, houve um maior número de participantes que se preparam para o encontro e levaram o termo de responsabilidade assinado. O encontro também teve um lado social, onde foram arrecadados alimentos não perecíveis. Apesar do bom número de doações por volta de 40 kg (sem contar as roupas) comparado ao encontro anterior, o número foi menor. Mas, acho que o importante mesmo foi ver que parte dos que foram se sensibilizaram e doaram alguma coisa.





Vamos ao que aconteceu no encontro, pois é o que você quer saber, né?! Pois bem, os treinos ocorreram de modo mais livre. Tirando o alongamento e os desafios finais, não tivemos oficinas de treinos. Porém, isso não significou que os que foram ao encontro não tiveram seus treinos guiados. Houve um clima de cooperação que só Santa Cruz proporciona. Enquanto em um canto, algumas treinavam climb up, noutro alguns passavam dicas para a melhoria dos movimentos, incentivavam, encorajavam alguns a tentarem algo novo, e outros treinavam livremente (com destaque para o pequeno Artur que mostrou o parkour mais puro e divertido).



Um dos pontos mais interessantes do encontro foi o desafio, que aconteceu na praça do meio, próxima à estação de trem. Os que toparam o desafio, não tenho certeza do total (não contei), mas acho que mais de 30 pessoas tentaram. O desafio eram exercícios de condicionamento físico comandados por mim (Tatiana), JJ e JC. O primeiro era para membros inferiores. Inspirada num treino que a Poliana passou quando esteve no Rio, a primeira parte foi fazer toda aquela galera fazer agachamentos, corrida, pulos. Alguns foram tombando pela primeira parte do desafio, foi o desafio mais longo e a minha voz quase que foi indo junto com o término do desafio. Como o JJ me deu apoio na primeira parte do desafio, resolvi tentar as outras partes.

Na parte de braços, comandado pelo JJ, a sustentação foi o foco. Engraçado foi quando achei que não aguentaria manter tanto tempo e olhei para a Sarah ao meu lado e pensei que se ela aguentava, eu também poderia. No final de tudo, descobri que ela olhou para mim e pensou a mesma coisa. Depois de tantos treinos com foco em condicionamento físico, não poderia ser diferente, né?! A terceira parte foi para abdômen, comandado pelo JC. Abdominais e canoinha, e (claro!) concentração para fazer bem cada um dos exercícios. Eu continuei no desafio e me dei por vencida no penúltimo exercício. Quem foi o mais resistente? Preciso realmente responder que foi o Duddu?








Acho que de longe o ECPK deste ano foi melhor que o do ano anterior. Agora fica o gostinho de quero mais e as expectativas para o próximo ECPK e para o Encontro Feminino, que em 2012 será no Rio de Janeiro (informações em breve).

6 comentários:

  1. porquee qeu a tati passou desafio de perna?! #todosconfundem

    hahaha

    ResponderExcluir
  2. Ficou muito legal o texto Tati! Muito bom mesmo o encontro! Não vejo a hora de chegar o brasileiro e o feminino! : )

    ResponderExcluir
  3. Me fizeram essa mesma pergunta um zilhão de vezes! xD

    Passei perna e foi uma coisa linda de se ver... a cara de sofrimento do pessoal foi ótima.

    ResponderExcluir
  4. Ahhhhh a Tati falou tudo o q eu pensei :D Só faltou pra mim o alongamento no final :D e tb das barrinhas de cereais que tivemos no brasileiro, mas tivemos red bull a rodo, um clima mto mais descontraido, divertido e unido comparado ao evento do ano passado tb, e mais meninas treinando e se empenhando :) foi maraaaaaaaa :D e ano q vem tem mais brasileiro feminino aqui no rio e o carioca :D\o/

    ResponderExcluir
  5. Eu também queria o alongamento no final. Mas, tiraram a foto do Duddu e do rapaz que fez dupla com ele e quando íamos chamar pro alongamento, o povo sumiu. Eu alonguei sozinha.

    ResponderExcluir
  6. "a cara de sofrimento do pessoal foi ótima."

    a Tati é maá! (que medo)

    ResponderExcluir